Kingo Labs
Curiosidades sobre Dubai
Home » Aleatórios » Dubai: curiosidades sobre a cidade

Dubai: curiosidades sobre a cidade

Conheça um dos locais visitados de maior requinte e de comodidade para quem deseja passar férias ou até mesmo se estabelecer em morar num dos centros financeiros mais procurados do mundo.

Seja para fechar um negócio ou curtir atrações diferenciadas que a cidade propõe, Dubai é uma opção bastante interessante para uma viagem, porém quem não souber de seus costumes e suas tradições antes de embarcar para a cidade, pode se deparar com surpresas desagradáveis.

Por isso, algumas informações básicas para seguir viagem rumo a terra do ouro, podem valer muito a pena em ficar atento e aproveitar mais da estadia em Dubai.

Localização de Dubai

Dubai está localizada nos Emirados Árabes Unidos, país que fica na costa do Golfo Pérsico, no continente asiático. É um dos sete emirados (estado) que compõe o país.

Apesar de não ser a capital, Dubai tem uma grande importância por ser dos sete, o emirado mais populoso com 3,137 milhões de habitantes. Portanto, é o segundo maior dos emirados, atrás apenas de Abu Dhabi, e principal polo econômico.

Pela sua localização estratégica no Golfo Pérsico, é uma importante rota comercial que liga os continentes asiático e europeu, além de ser uma fonte de investimentos para todo o Oriente Médio, o território litorâneo facilita a importação e exportação de diversos produtos que partem dos portos construídos no final do século passado, para outras partes do mundo que buscam em Dubai uma boa oportunidade de negócios.

Economia de Dubai

No século 16 começa o interesse português em Dubai para explorar rotas comerciais, e já no final do século 19, na década de 1870, começam as coletas de pérolas como base de sustentação econômica da cidade. Mas foi apenas no século 19 que a economia de Dubai deslanchou com a migração de comerciantes iranianos e o povo árabe que acaba de se mudar. Com essa junção dos povos, o comércio intensificou o avanço financeiro prosperou e os mais variados produtos começaram a ser ofertados em feiras árabes que eram comercializados a base do que era adquirido em Dubai.

Já na segunda metade do século, a economia já consolidada começa a se modernizar efetivamente com as descobertas de petróleo nos campos de Trucial States, em 1950, e de Fateh, em 1966. Nos anos 60, indianos e paquistaneses se mudam para Dubai e emplacam o comércio de tecido, que se destaca no subcontinente indiano.

Os anos 70 foram de prosperidade pela colheita dos frutos de um rápido investimento nacional a base da movimentação comercial entre o país dos Emirados Árabes Unidos e a Liga Árabe, onde se destacam os principais avanços como a inauguração do Aeroporto Internacional de Dubai, que é reconhecido pela sua moderna infraestrutura, sendo condecorado com mais de 300 prêmios e distinções desde 1998, sendo ponto da principal rota aérea do Oriente Médio. E mais tarde, em 1985 tem sua própria companhia aérea.

Com todo o progresso de Dubai, a cidade investe na realização de eventos dos mais variados temas, seja eles de competições esportivas, até reuniões financeiras de grandes empresas e acionistas do mundo inteiro que buscam em Dubai um cenário ideal e inspirador para realizar grandes negócios e obter os segredos da prosperidade de uma cidade que conquistou uma rápida evolução financeira.

Cultura de Dubai

Devido a forte influência islã onde é permitido um homem se casar com duas mulheres, será algo muito comum você encontrar um casal assim pelas ruas, mas com o devido respeito imposto não se aproximam pessoas do sexo oposto, com uma demonstração de carinho explícita, como um abraço, um simples beijo e quem dirá andar de mãos dadas, atitudes assim pode se acarretar multa e advertido na rua ao ser chamado atenção por um guarda ou alguma outra pessoa que se sentir incomodada.

É proibido comer ou mascar chiclete no metrô, sujeito a pagar multa, e bebidas alcoólicas só podem ser consumidas em restaurantes vinculados a hotéis que são autorizados para o consumo.

A mesma dinastia comanda os Emirados Árabes Unidos desde a segunda metade do século 19, e nas ruas de Dubai pode se encontrar artigos com a foto do shake Mohamed bin Rashid al Maktoum, herdeiro da Família Governante de Dubai, é o emir (príncipe com título de nobreza) do emirado, e primeiro-ministro dos Emirados Árabes Unidos.

Religião de Dubai

O islamismo é a religião oficial nos Emirados Árabes, e em Dubai, há peculiaridades que você encontra ao se deparar pelas ruas da cidade.

Além das mesquitas para orações, também se encontra em aeroportos e demais locais públicos, espaços reservados para a oração e a meditação, com avisos nas paredes indicando a área apropriada para este momento de reflexão.

Além da religião islâmica e muçulmana, também se encontra a religião cristã com menos adeptos.

O governo subsidia ou seja, investe na construção e mantém mesquitas em até 95% do seu total em parceria com a iniciativa privada, setor responsável pelos outros 5% de mesquitas da região, além da doação integral de mesquitas ao país.

Pontos turísticos de Dubai

Dentre tantos prédios, arranha-céus, edifícios que disputam pela maior altura e alcançar as nuvens, você pode encontrar opções para curtir a viagem em pontos turísticos espalhados por Dubai.

O comércio é bastante atrativo pelas ruas da cidade, onde você pode encontrar produtos variados que são feitos tanto no próprio país, quanto em países vizinhos.

Os hotéis reservam praias particulares para você poder aproveitar o sol de biquíni e ganhar uma marquinha e entrar na água cristalina.

Gastronomia de Dubai

No cardápio dos Emirados estão: os machboos, um prato de carne cozinhada com uma mistura de especiarias e arroz, os pães khammer e o chebbab, além de bolinhos com massas doces, luqaimat. Só tem comida saborosa!

E aí, o que você achou sobre a famosa Dubai? Acha que o lugar poderia ser uma das maiores potências mundiais? O que pensa sobre a vida luxuosa que eles levam lá nos Emirados Árabes Unidos? Comente com a gente!

Se você achou que falta alguma curiosidade aí, é só comentar também! Até a próxima, pessoal!