Kingo Labs
Teoria macabra do Chaves
Home » Teorias » Teoria macabra do Chaves

Teoria macabra do Chaves

Você já assistiu Chaves? O seriado é exibido pelo SBT desde meados da década de 1980. O sucesso foi mundial, com exibições em todos os países da América Latina, menos Cuba. Chaves continua sendo um sucesso de audiência, mas uma polêmica teoria tem assustado muita gente. A teoria macabra diz que os personagens não são como conhecemos. Confira os detalhes a seguir.

Teoria macabra do Chaves

Todos os personagens de Chaves estão mortos e a vila funciona como se fosse o inferno. Credo. O seriado exibido continuamente pelo SBT desde 1984 pode abrigar muito mais histórias do que são mostradas aparentemente. Com tanto tempo no ar, surgem novas teorias indicando possibilidades em relação ao roteiro original e algumas fazem bastante sentido.

Teoria macabra do Chaves

Chaves foi sucesso mundial

Chaves, chamado no México de El Chavo del Ocho, foi produzido entre 1971 e 1980. No começo os episódios tinham de 7 até 14 minutos e no final iam de 20 até 26 minutos. Tinha como personagens principais Chaves (Roberto Gómez Bolaños), Quico (Carlos Villagrán), Chiquinha (Maria Antonieta de las Nieves) e Seu Madruga (Ramon Valdés).

Não demorou para que o seriado ganhasse espaço em outros países, começando pela Guatemala. No Brasil começou a ser exibido pelo SBT em 1984 e desde então nunca saiu do ar. Desde janeiro de 2018 passou a ser transmitido também pelo canal GNT. O único país latino onde o Chaves nunca foi exibido é Cuba.

Quem criou a teoria?

Faz alguns anos que o doutor em História e pós-doutor em poéticas visuais, André Luiz, criou uma teoria sobre Chaves, a vila onde morava e todos os participantes do seriado. Segundo André Luiz, o cenário escolhido retrata o inferno e existem vários elementos para comprovar a questão.

A repetição é uma prova

Conforme André Luiz, o roteirista e ator principal, Roberto Bolaños montou o seriado de uma maneira interligada. Até o nome do programa traz uma referência ao verdadeiro objetivo de seu criador. Se traduzida ao pé da letra seria “O Moleque do Oito”. Muitos pensam que Chaves mora num barril, mas não é verdade. O oito seria o número de sua casa, que quando escrito na horizontal se torna o símbolo do infinito e da morte.

A partir disso, a vila onde a maioria das ações acontecem seria um pedaço do inferno. Os personagens repetem eternamente as mesmas ações. Isso fica claro nas boladas que Chaves dá em Seu Barriga e quando Dona Florinda bate no Seu Madruga. Outro fator é o professor Girafales bebendo café na casa de Dona Florinda. É muita repetição, basta assistir e comprovar.

O cenário planejado

A teoria macabra do Chaves diz que Bolaños e outros roteiristas secundários tomaram conta de todos os detalhes do cenário. A vila onde a maioria dos personagens vive seria um labirinto bastante confuso. O local leva apenas para uma barbearia, para um restaurante e para uma sala de aula, além de existir uma pracinha na parte de trás.

O tempo não passa

Conforme o autor da teoria, além dos lugares serem sempre repetidos, existe uma suspensão temporal. Mesmo após diversas temporadas, Seu Madrugada fica devendo sempre 14 meses de aluguel para o Senhor Barriga. Dessa forma, André Luiz justifica que o tempo não passa para quem está na vila, talvez por isso os personagens continuem sendo crianças.

Os personagens

A parte mais importante da teoria é relacionada aos personagens do seriado Chaves. De acordo com André Luiz, cada um deles representa um pecado capital. Todos os personagens vivem numa espécie de limbo e não conseguem sair daquele lugar. O único que não está nessa situação é o carteiro Jaiminho.

Chaves

O protagonista do seriado, Chaves seria a representação da gula insaciável e tem amor por sanduíches de presunto. O garoto geralmente chama o professor Girafales de “professor linguiça”, provavelmente devido ao tamanho dele, mas pode ser por seu amor pela comida. Outros diriam que isso acontece porque Chaves vive em um barril e não tem uma alimentação adequada.

Senhor Barriga

O Senhor Barriga seria o personagem símbolo da ganância. Ele é o dono de todos os apartamentos da vila onde o seriado se passa. Na maioria das vezes que vai até lá, é para cobrar o aluguel, principalmente do Seu Madruga, que deve 14 meses e sempre arranja maneiras para continuar devendo.

Quico

Quico é um dos principais personagens do seriado, melhor amigo de Chaves, está ligado a inveja. Acredita que os brinquedos dos amigos sempre são os mais legais e quando ganha um carrinho novo, adora se exibir, provocando raiva em Chaves. Quico nunca abandona a sua bola, mas sonha com uma quadrada.

Seu Madruga

Essa é fácil de saber, Seu Madruga está ligado a preguiça. O personagem sempre arruma desculpas para não trabalhar. Em alguns episódios até arranjou emprego, mas nunca dura muito tempo. Dessa forma, o Seu Madruga não consegue pagar o aluguel, mas estranhamente sempre tem comida em sua casa.

Chiquinha

Chiquinha representa a ira. A personagem geralmente não consegue demonstrar as suas intensões como gostaria, logo apela para o choro exagerado e as atitudes malvadas.

Professor Girafales e Dona Florinda

A dupla representa a luxúria. Um tem desejo forte pelo outro, mas nas cenas nunca passaram de um xícara de café e de um buquê de flores. Conforme o criador da teoria, eles estão condenados a abstinência sexual, dessa forma o desejo aumentou. Por isso que Girafales adora fumar um charuto, ação ligada ao fim das relações sexuais.

Dona Clotilde

A Dona Clotilde, muitas vezes chamada de bruxa do 71 tem um cachorro chamado satanás, embora em alguns episódios seja retratado como gato. Essa seria uma explicação dos trabalhos do demônios, se manifestando no animal. Para fechar 71, na conta 7+1 dá 8, o número do infinito.

Jaiminho

Entre todos os personagens de Chaves, o único vivo seria o carteiro Jaiminho. Ele seria um médium, que levava cartar psicografadas. Jaiminho vive cansado e buscando evitar a fadiga, algo que seria causado pela dificuldade em transitar nos dois planos. Tangamandápio, local que tanto fala, seria a própria Terra.

Veja posts Relacionados: