Kingo Labs
o caso de Madeleine McCan
Home » Aleatórios » Madeleine McCan: entenda o caso

Madeleine McCan: entenda o caso

O caso Madeleine McCann ganhou proporções globais. Trata-se do rapto de uma menina que havia acabado de completar quatro anos de idade e passava férias com a sua família num país diferente. Ela desapareceu sem deixar rastros e até hoje existem suspeitas relacionadas a essa situação.

Quer saber mais sobre Madeleine McCann? Confira a seguir.

O caso de Madeleine McCann

Uma criança viaja com a sua família da Inglaterra para Portugal, onde irão passar as férias. Até aí tudo bem. Acontece que durante uma noite, a criança desapareceu, sem deixar nenhuma pista. Como isso foi possível? Até hoje não se tem respostas para todas as perguntas que envolvem a garota Madeleine McCann.

Quem é Madeleine McCann?

Madeleine Beth McCann nasceu em Leicester, na Inglaterra, no dia 12 de maio de 2003. Ela ganhou popularidade no mundo inteiro após ter desaparecido na região de Algarve, em Portugal, onde passava férias com a família.

Madeleine é filha de Kate McCann, uma médica anestesista e de Gerry McCann, um clínico geral. Ela conta com uma malformação no seu olho direito, indo desde a faixa radial e se estendendo até a pupila.

Quando Madeleine McCann desapareceu?

Madeleine McCann desapareceu na noite de 3 de maio de 2007, uma quinta-feira. Ela estava em um apartamento na Praia da Luz, onde havia sido deixada sozinha com seus irmãos. Nascida em maio de 2003, a menina recém havia completado quatro anos de idade, enquanto isso, os irmãos eram gêmeos, com dois anos.

Inicialmente a polícia registrou que ela apenas havia saído do quarto, já os pais da criança acreditavam que ela havia sido raptada. O caso se tornou um dos mais famosos do mundo, devido a extensa cobertura que recebeu dos mais variados veículos de comunicação, no dia seguinte virou manchete do jornal britânico The Deily Telegraph, com o título: “Teme-se que menina de 3 anos tenha sido raptada em Portugal”.

Como foi o desaparecimento de Madeleine McCann?

Gerry verificou a presença dos filhos no apartamento às 21h10. Às 22h Kate percebeu o desaparecimento da filha mais velha do casal, segundo o pai, eles foram informados por um dos amigos, que logo alertou o gerente do estabelecimento. A polícia chegou na Praia da Luz às 23h e às 23h50 foi comunicado a Polícia Judiciária.

A meia noite uma equipe cientifica chegou no local e iniciaram os trabalhos. As buscas seguiram durante toda a noite, até mesmo com apoio da Polícia Marítima, com lanchas e um helicóptero. Bombeiros participaram das buscas a Madeleine McCann, assim como soldados e cães das patrulhas. Tudo isso sem sucesso, já que a garota não foi encontrada.

Onde estavam os pais?

Os pais de Madeleine deixaram ela e os dois irmãos sozinhos no quarto enquanto saíram para jantar em um restaurante nas proximidades. O local onde estavam oferecia serviço de creche, mesmo assim deixaram os filhos sozinhos. Segundo o Diário de Notícias, de Portugal, o casal era suspeito, diferente do que apontou a polícia. O Daily Telegraph foi na mesma linha.

O casal se defendeu alegando que as crianças ficaram sozinhas para não serem deixadas com estranhos. Porém, Madeleine e os gêmeos ficaram durante a tarde daquele dia na creche do Ocean Club, junto com estranhos. Os pais receberam diversa críticas pela situação que foi ocasionada.

Início da investigação

O primeiro pronunciamento da Polícia em relação ao caso Madeleine McCann aconteceu ao meio dia do dia 5 de maio de 2007. O policial Guilhermino Encarnação falou que existia a suspeita do crime de rapto contra uma criança. Um dia depois identificaram um suspeito e apontavam que a criança estava viva.

Então, partiram com cães farejadores em busca da garota. Cinco dias após o rapto, ainda sem encontrar, a Polícia já dizia que não tinha certeza sobre a condição da menina. Os jornais portugueses seguiam investigações próprias, apontando para uma rede internacional de crimes ligados à pedofilia ou então devido a uma rede de adoção ilegal.

Onde está Madeleine McCann?

No dia 8 de maio, logo que o caso aconteceu, avistaram uma menina parecida com Madeleine junto a um homem em um supermercado no Norte de Portugal. Ele seria belga, passou pelo estabelecimento junto com a sua filha e deixou o local antes que a polícia fosse informada, depois as autoridades confirmaram que este seria um alarme falso.

O mês de maio foi cercado de possíveis avistamentos relacionados a garota. Dois deles no dia 19, antes nos dias 10, 17 e 18 também. Sempre em locais diferentes e até em países da redondeza, como Espanha, Suíça e Marrocos. Meses depois, no dia 25 de setembro, um casal de turistas tirou uma foto no Marrocos, onde aparecia uma menina com características físicas parecidas com Madeleine.

Um dos últimos registro que se tem de avistamentos vem de julho de 2011, onde uma mulher britânica e dois norte-americanos garantem ter visto em Leh, na Índia. Foram realizados exames de DNA nos pais dela e nas pessoas da família desta menina vivendo na Ásia, porém, os resultados foram negativos. E conforme os anos passavam, ficava mais difícil encontrar.

Cobertura da mídia

Alguns especialistas garantem que a cobertura do caso Madeleine McCann só teve essa proporção por se tratar de uma menina britânica e de família rica. No Brasil teve grande destaque nos programas da Globo, como o Fantástico e o Jornal Nacional.

Recompensas por Madeleine

Ainda em maio de 2007 foi lançado o Madeleine’s Fund: Leaving No Stone Unturned, que arrecadaria recursos para pagar o resgate da jovem. Diversos atletas famosos participaram das campanhas visando aumentar o montante. O valor total arrecadado foi superior a £ 2,6 milhões. Somente o empresário Stephen Winyard doou £ 1 milhão. O jornal The Sun colaborou com £ 10 mil e o jornal português Record com £ 15 mil.

Fim das investigações

Em outubro de 2015 a Polícia de Londres informou que a maioria dos trabalhos haviam sido concluídos. Oito anos depois, o número de agentes envolvidos no caso foi reduzido. Foram mais de 1.300 depoimentos ao longo deste tempo e mais de 8,6 mil relatos de avistamentos apurados.