Kingo Labs
area 51
Início » Ufologia » Área 51: conheça os mistérios da base militar

Área 51: conheça os mistérios da base militar

A Área 51 é uma base militar que teve sua existência confirmada pela CIA apenas em 2013, embora o local já fosse conhecido por boa parte da população mundial. Ainda assim, ninguém sabe o que é feito lá dentro, existem apenas hipóteses. Quer conhecer mais sobre a história desse local sombrio? Continue lendo e cuidado para não ser abduzido.

O que é Área 51?

Não, não estamos falando sobre o DDD do Rio Grande do Sul. A Área 51 é o local onde está instalada a Força Aérea dos Estados Unidos. É localizada no Condado de Lincoln, em Nevada, sendo um deslocamento da Base Aérea de Edwards. Segundo a CIA (Agência Central de Inteligência), o nome oficial do local é Aeroporto Homey e Lago Groom.

Veja também – Viajantes do tempo: eles realmente existem?

Em pleno século XXI, o objetivo principal dessa base ainda não foi revelado publicamente, levando ao surgimento de diversas hipóteses. Acredita-se que sirva para a realização testes sigilosos com novas aeronaves e também de avançados sistemas de armas, outros pensam que serve para estudar óvnis (objetos voadores não identificados). Porém, a base nunca foi declarada como espaço secreto.

Estrutura da Área 51

A Força Aérea dos Estados Unidos comprou o terreno em 1955, na época para testes com o voo do Lockheed U-2. Com o avanço da tecnologia, o Google Earth possibilitou que mais informações sobre o local fosse revelada, mostrando as pistas de pouso e decolagem. A principal delas foi construída durante a década de 1990, com 3.651 metros de comprimento por 61 metros de largura.

Chama atenção que a Área 51 é vizinha de um local utilizado para testes nucleares e depósito desse tipo de material. É considerada uma das bases mais avançadas do mundo, com um complexo subterrâneo jamais revelado. Durante a Guerra Fria, satélites da União Soviética conseguiram fotografar o local, não levando a grandes considerações.

A decolagem do U-2

Segundo a CIA, o local foi aberto para abrigar aviões. Em agosto de 1955 o modelo U-2 decolou pela primeira vez. Nessa mesma épica surgiram diversos relatos de pessoas afirmando terem visto objetos sobrevoando na região, e que não seriam aeronaves. A Força Aérea garante que era o U-2, mas que na época não podia revelar.

Estrada até a Área 51

O deserto de Nevada é um dos lugares mais atraentes do mundo para quem acredita em alienígenas. Em 1996, autoridades locais nomearam a Rodovia Estadual 375 como “Estrada dos Extraterrestres”, aumentando a procura por parte dos turistas. Fica a cerca de 2h30 ao norte de Las Vegas.

Quem passa por essa estrada encontra uma paisagem que não parece ser desse planeta. Existem poucos postos de gasolina nas redondezas e o trajeto só pode ser feito por carros. Essa rodovia dá acesso a cidade de Rachel, que tem menos de 50 habitantes, sendo considerada a “capital mundial dos óvnis.

No extremo sul da estrada 375 existe um local chamado de Centro de Pesquisa de Alienígenas. É uma loja dentro de um hangar metálico, onde na entrada tem uma grande estátua de alienígena. Os proprietários garantem que por ali já foram vistos discos voadores, que certamente não eram aeronaves da Força Aérea.

Quem foi Robert “Bob” Lazar?

No final da década de 1980 a Área 51 começou a ser tratada como um local relacionado a espécies de seres vivos que não são da Terra. Foi aí que surgiu Robert “Bob” Lazar, garantindo ser um ex-funcionário do local, trabalhando por lá entre 1988 e 1889, no setor “S4”. Sua função seria a de realizar engenharia reversa em aeronaves no formato de disco. Porém, até hoje as suas competências como cientista não foram comprovadas.

Engenharia reversa na Área 51

Há quem acredite que no local são realizados experimentos com naves de extraterrestres, por meio da engenharia reversa, onde seriam desmontadas para que os engenheiros conhecessem a tecnologia e pudessem aplicar em aviões norte-americanos. Segundo Lazar, existiam ao menos nove modelos de naves estudadas. Algumas versões afirmam que na parte subterrânea é possível até mesmo encontrar criaturas de outros planetas.

O que é Ununpêntio?

De acordo com a história de Lazar, as aeronaves alienígenas eram movidas a base de Ununpêntio, um composto transurânico e radioativo, obtido somente na forma sintética. O suposto engenheiro dizia que esse material era bombardeado em partículas, que aumentavam a força nuclear, destorcendo o campo gravitacional.

Assim, os discos voadores poderiam modificar a relação com o espaço que lhes rodeava. Com isso era possível reduzir drasticamente as distâncias galácticas que seriam percorridas durante as viagens. Lazar garantia ainda que o ununpêntio teria sido um presente dado por uma sociedade alienígena para os terráqueos usarem em seus veículos.

O caso Roswell na Área 51

Em 1947, uma suposta nave extraterrestre caiu em Roswell, no Novo México. Os destroços e tudo o que foi encontrado teriam sido levados para a Área 51. Essa teoria também está ligada à engenharia reversa, já que com isso os engenheiros poderiam estudar uma tecnologia nova e avançada. O caso Roswell é considerado um dos maiores exemplos para quem defende a existência de aliens.

Segurança na Área 51

A Área 51 é considerada um dos lugares mais bem protegidos do mundo, se não for o grande campeão nesse quesito. O terreno onde estão as pistas dos aviões e as possíveis instalações subterrâneas não possui nenhum tipo de cerca. Mas, nos arredores existem dezenas de placas indicando que ali é território militar, e que a segurança poderá utilizar força letal contra invasores.

Quem realmente controla a Área 51?

A versão oficial diz que o local é propriedade da Força Aérea dos Estados Unidos. Porém, uma teoria diz que na verdade são os extraterrestres que mandam lá. O objetivo deles seria criar uma raça de seres híbridos, que no futuro dominariam a Terra. Isso aconteceria porque os aliens não conseguiriam mais se reproduzir, aponta a teoria.

CIA confira a existência da Área 51

Somente em 2013 a CIA confirmou a existência dessa base. Antes disso todas as referências eram nebulosas. O motivo do país ter escondido estava ligado a Guerra Fria. Os documentos foram revelados após o pedido de um professor universitário.